Pombalinho

• Distrito de Aveiro • Distrito de Beja • Distrito de Braga • Distrito de Bragança • Distrito de Castelo Branco •
Distrito de Coimbra • Distrito de Évora • Distrito de Faro • Distrito da Guarda • Distrito de Leiria • Distrito de Lisboa •
• Distrito de Portalegre • Distrito do Porto • Distrito de Santarém • Distrito de Setúbal • Distrito de Viana do Castelo •
• Distrito de Vila Real • Distrito de Viseu • Região Autónoma dos Açores • Região Autónoma da Madeira •



Freguesia desanexada do concelho de Santarém pela Lei n.º 11-A/2013 de 28/01/2013

Orago - Santa Cruz  Área - 8,2 Km2

Segunda ordenação heráldica do brasão e bandeira
Segundo o parecer da Comissão de Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses de 24/01/1996
Estabelecida em reunião de Assembleia de Freguesia, em 28/04/1996
Publicada no Diário da República, 3.ª Série de 25/06/1996
Registado na Direcção Geral de Autarquias Locais, com o n.º 041/1996, em 07/08/1996

Armas - Escudo de verde, uma aspa enxaquetada de vermelho e ouro, acompanhada nos flancos de duas pombas de prata, a da dextra volvida; em chefe, de um cacho de uvas de prata folhado de ouro e em contra-chefe, de uma roca de linho de prata. Coroa mural de prata de três torres. Listel branco com a legenda em maiúsculas de negro : “ POMBALINHO - SANTARÉM “.

Brasão da freguesia de Pombalinho



Autoria dos símbolos heráldicos
A empresa Tecnofiscal

Simbologia

A aspa enxaquetada de ouro e vermelho - Conjugação do orago da freguesia - Santa Cruz, com as armas do Barão de Pombalinho, pretende simbolizar também uma calçada romana, descoberta recentemente e que contém paralelepípedos de várias cores.
As duas pombas - São os elementos "falantes" do brasão.
O cacho de uvas - Representa uma das culturas agrícolas da freguesia.
A roca de linho -
Representa outra das culturas agrícolas da freguesia - o linho.
O escudo de verde - Simboliza a agricultura.



Bandeira - De amarelo, cordões e borlas de ouro e vermelho. Haste e lança de ouro.

Bandeira e estandarte da freguesia de Pombalinho

Bandeira para hastear (2x3)                                                                       Estandarte (1m x 1m)



Primeira ordenação heráldica do brasão e bandeira
Segundo o parecer da Secção de Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses de 28/12/1927

Armas - De negro com um ramo de três espigas de trigo de prata atado de vermelho. Em chefe dois pombos volantes afrontados de prata. Coroa mural de três torres de prata.

Brasão da freguesia de Pombalinho

Baseado no desenho original de António Lima



Bandeira - branca e por debaixo das Armas uma fita vermelha com letras pretas

Bandeira e estandarte da freguesia de Pombalinho

Bandeira para hastear (2x3)                                                                       Estandarte (1m x 1m)



Transcrição do parecer

Parecer apresentado por Affonso de Dornellas à Secção de Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses e aprovado em sessão de 28 de Dezembro de 1927.

Foi solicitada a Associação dos Arqueólogos para dar o seu parecer sobre as Armas de Pombalinho, conforme se vê no seguinte ofício:

– Câmara Municipal de Santarém. – N.º 403. Proc. 22. – Ex.mo Sr. Presidente da Associação dos Arqueólogos Portugueses. Lisboa. Encarregado pelo Senado Municipal deste Concelho, na sua sessão de 4 do corrente, venho por esta forma muito reconhecidamente, em nome da Câmara, agradecer a solicitude com que pela Associação da sua mais digna presidência, foi recebido o pedido, embora particular, do vereador deste Município Ex.mo Sr. Francisco dos Santos Serra Frazão, acerca das cores heráldicas do Município de Santarém; se se pode adquirir o desenho do verdadeiro e legítimo Castelo heráldico; quais as cores e armas da Vila de Alcanede, antigo concelho, e da antiga Vila e Concelho de Pernes, e como deveriam ser as do Pombalinho.

Mais me encarrega o mesmo Senado, do solicitar a V. Ex.ª a gentileza de me informarem sobre as conclusões a que chegou a Associação da sua digna presidência sobre o assunto, favor este que antecipadamente agradeço, desejando-vos, Saúde e Fraternidade. – Santarém, 9 de Julho de 1924. – O Vice-Presidente da Comissão Executiva. (a) António Pereira de Magalhães.

Pombalinho é uma povoação pertencente a Santarém, que vive da agricultura e que não tem qualquer facto histórico, pelo menos a que encontremos referência nas obras que vulgarmente tratam do assunto.

Chamou-se anteriormente Pombal, modificando o seu nome para Pombalinho para se diferençar da Vila do Pombal.

Teremos que procurar na vida natural e no seu nome os elementos para a construção das suas Armas pelo que propomos que as Armas do Pombalinho sejam assim constituídas:

- De negro com um ramo de três espigas de trigo de prata atado de vermelho. Em chefe dois pombos volantes afrontados de prata. Coroa mural de três torres de prata.

Bandeira branca e por debaixo das Armas uma fita vermelha com letras pretas. –

O campo deve ser de negro por esta cor representar em heráldica a terra. As espigas e os pombos de prata por este metal corresponder à riqueza. A bandeira é branca por as peças principais das Armas serem de prata. A coroa mural é de três torres para assim representar uma povoação sem classificação de Vila ou Cidade.

[Affonso de Dornellas.]

(Texto adaptado à grafia actual)

Fonte: DORNELLAS, Affonso de, «Pombalinho», in Elucidário Nobiliarchico: Revista de História e de Arte, I Volume, Número X, Lisboa, Outubro de 1928, p. 29.

 



• Azinhaga • Golegã • Pombalinho •



• Município de Abrantes • Município de Alcanena • Município de Almeirim • Município de Alpiarça •
• Município de Benavente • Município do Cartaxo • Município da Chamusca • Município de Constância •
• Município de Coruche • Município do Entroncamento • Município de Ferreira do Zêzere • Município da Golegã •
Município de Mação • Município de Ourém • Município de Rio Maior • Município de Salvaterra de Magos •
• Município de Santarém • Município de Sardoal • Município de Tomar • Município de Torres Novas •
• Município de Vila Nova da Barquinha •



Heráldica História e Legislação • Index • Heráldica Autárquica • Portugal • A - Z • Novidades • Contacto • Ligações •
• 
Ultramar Português •
Miniaturas (Municípios) Miniaturas (Freguesias) Miniaturas (Ultramar)

Página actualizada em 16-02-2022                                                                                         Page updated on  16-02-2022