Alverca do Ribatejo

• Município de Angra do Heroísmo • Município da Calheta • Município do Corvo • Município da Horta •
• Município de Lagoa • Município de Lajes das Flores • Município de Lajes do Pico • Município da Madalena •
• Município de Nordeste • Município de Ponta Delgada • Município de Povoação • Município da Praia da Vitória •
Município de Ribeira Grande • Município de Santa Cruz da Graciosa • Município de Santa Cruz das Flores •
• Município de São Roque do Pico • Município de Velas • Município de Vila do Porto •
• Município de Vila Franca do Campo •



Orago - São Pedro  Área - 17,7 Km2

Elevação da sede da freguesia à categoria de cidade pela Lei nº 36/90 de 09/08/1990

Ordenação heráldica do brasão e bandeira
Segundo o parecer da Comissão de Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses de 16/08/2001
Estabelecida em reunião de Assembleia de Freguesia, em 25/09/2001
Publicada no Diário da República, III série de 16/10/2001
Registado na Direcção Geral de Autarquias Locais, com o Nº 429/2001, em 20/12/2001

Armas - Escudo de prata, com duas faixas de azul ondadas em banda, acompanhadas por dois crescentes de vermelho. Coroa mural de cinco torres de prata. Listel branco, com os dizeres: " ALVERCA DO RIBATEJO ", de negro.

Brasão da freguesia de Alverca do Ribatejo



Autoria dos símbolos heráldicos
Affonso Dornellas

Simbologia

Os crescentes - Representando a civilização anterior à nossa, figuram nas armas de Alverca para simbolizar o esforço de D. Afonso Henriques, que conquistou palmo a palmo esta região, o vermelho indicado para os crescentes é o esmalte que heraldicamente significa vitórias, ardis e guerras.
As bandas ondeadas de azul - Representa a quantidade de cursos de água que tanto valorizam esta região.



Bandeira - Gironada de oito peças de vermelho e azul, cordões e borlas de vermelho e azul. Haste e lança de ouro.

Bandeira da freguesia de Alverca do Ribatejo                         Estandarte da freguesia de Alverca do Ribatejo

Bandeira para hastear (2x3)                                                                       Estandarte (1m x 1m)



Anterior ordenação heráldica do brasão e bandeira
Segundo o parecer da Comissão de Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses de 20/11/1934
Aprovado pelo Ministro do Interior em 06/06/1935
Portaria nº 8131, do Ministério do Interior,
p
ublicada no Diário do Governo nº 129, I série de 06/06/1935

Armas - De prata, com duas faixas de azul ondadas em banda, acompanhadas por dois crescentes de vermelho. Coroa mural de quatro torres de prata. Listel branco, com os dizeres: "Vila de Alverca do Ribatejo", a negro.

Brasão da freguesia de Alverca do Ribatejo



Bandeira - Esquartelada de vermelho e de azul. Cordões e borlas dos mesmos esmaltes. Haste e lança douradas.

Bandeira da freguesia de Alverca do Ribatejo                         Estandarte da freguesia de Alverca do Ribatejo

Bandeira para hastear (2x3)                                                                       Estandarte (1m x 1m)



Transcrição do parecer

Parecer apresentado por Affonso de Dornellas à Comissão de Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses e aprovado em sessão de [20] de [Novembro] de 1934.

A antiga Vila de Alverca, desejando que pela sua história se organizasse o seu selo, as suas armas e a sua bandeira, expediu o seguinte ofício:

Junta de Freguesia de Alverca do Ribatejo – N.º 36 – Alverca do Ribatejo, 7 de Maio de 1934. – Ex.mo Sr. Presidente da Associação dos Arqueólogos. Lisboa – Desejando a Comissão Administrativa da Junta de Freguesia da Vila de Alverca do Ribatejo, instituir o seu brasão, rogo a V. Ex.ª a fineza de nos indicar as características que o mesmo deverá ter, o que antecipadamente agradecemos a V. Ex.ª. – A Bem da Nação. – O Presidente da Comissão Administrativa (a) Vergílio Ferreira. –

Alverca foi concelho, teve foral dado por D. Afonso Henriques que a tomou aos mouros, foi Vila importante, portanto, deve ter tido o seu selo, as suas armas e a sua bandeira.

Nos antigos Paços do Concelho estavam esculpidas na frontaria as Armas Nacionais junto a uma inscrição datada de 1764, em que se diz: esta Câmara e suas dependências mandou reedificar Paulo de Carvalho de Mendonça do Concelho dos Senhores Reis D. João V e D. José I – etc., etc. – e provedor e administrador das Capelas dos Senhores Reis D. Afonso IV, sua mulher D. Beatriz – etc. etc. – e feita à custa da Fazenda das mesmas Capelas –.

Não se sabe em Alverca como teria sido o seu antigo selo.

Deixou de ser concelho por decreto de 24 de Outubro de 1855, ficando anexa ao concelho de Vila Franca de Xira.

Está situada na margem direita do rio Tejo. É muito fértil, sendo cortada pelas ribeiras da Fonte, do Vale e da Silveira, que dão energia a engenhos de trigo e azeite. Ainda três esteiros ou braços do Tejo a tornam mais fértil e aprazível.

Não encontro referências às Armas de Alverca em qualquer das obras de heráldica de domínio conhecidas.

Os historiadores que se referem a Alverca, são todos de opinião de que é povoação já existente no tempo dos Mouros, dizendo até que tinha este nome, corrupção de Alborca, que em árabe queria dizer terra apaulada, alagadiça.

Pelos elementos colhidos, sou de parecer que o selo e, portanto, as Armas e bandeira da Vila de Alverca do Ribatejo sejam assim constituídos:

Armas – de prata com duas faixas de azul ondadas em banda, acompanhadas por dois crescentes de vermelho. Coroa mural de prata de quatro torres. Listel branco com os dizeres “Vila de Alverca do Ribatejo” a negro.

Bandeira – esquartelada de vermelho e de azul. Cordões e borlas dos mesmos esmaltes. Haste e lança douradas.

Selo – circular, com as peças das Armas sem indicação dos esmaltes. Em volta, dentro de círculos concêntricos, os dizeres “Junta de Freguesia de Alverca do Ribatejo”.

A prata indicada para o campo das Armas é o metal que heraldicamente denota humildade e riqueza.

A quantidade de água que tanto valor dá à região, está representada pelas faixas ondadas de azul que é o esmalte destinado a indicar a água dos rios. O azul em heráldica significa zelo, lealdade e caridade, circunstâncias que têm caracterizado os naturais de Alverca através dos tempos.

Os crescentes, representando a civilização anterior à nossa, figuram nas Armas de Alverca para simbolizar o esforço de D. Afonso Henriques que conquistou palmo a palmo essas regiões.

O vermelho indicado para os crescentes é o esmalte que heraldicamente significa vitórias, ardis e guerras.

Como as cores das peças das Armas de Alverca são vermelhas e azuis, a bandeira deve ser esquartelada destas duas cores, como também devem ser destas cores os cordões que prendem a bandeira à haste.

As armas são encimadas por uma coroa mural de prata de quatro torres, por assim estar estabelecido que sejam as coroas que simbolizam as Vilas.

Por debaixo das Armas, um listel branco com os dizeres a negro.

A bandeira destinada a cortejos e cerimónias, deve ser de seda bordada, com a área de um metro quadrado.

Se este parecer for aprovado pela Junta de Freguesia, deverá ser enviada uma cópia da acta em que o aprova e em que esteja transcrita a descrição das Armas, da bandeira e do selo, ao Ex.mo Sr. Governador Civil de Lisboa, pedindo-lhe para solicitar da Direcção Geral de Administração Política e Civil do Ministério do Interior, para que seja publicada a necessária portaria, para assim ficar oficialmente regularizado o assunto.

Lisboa, Junho de 1934.

Affonso de Dornellas.

 

(Texto adaptado à grafia actual)

Fonte: arquivo da Comissão de Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses.

 

 



• Alverca do Ribatejo • Sobralinho •



• Alhandra, São João dos Montes e Calhandriz • Alverca do Ribatejo e Sobralinho •
• Castanheira do Ribatejo e Cachoeiras • Póvoa de Santa Iria e Forte da Casa • Vialonga • Vila Franca de Xira •



• Município de Alenquer • Município da Amadora • Município de Arruda dos Vinhos • Município da Azambuja •
• Município do Cadaval • Município de Cascais • Município de Lisboa • Município de Loures • Município da Lourinhã •
Município de Mafra • Município de Odivelas • Município de Oeiras • Município de Sintra •
Município de Sobral de Monte Agraço • Município de Torres Vedras • Município de Vila Franca de Xira •



Heráldica História e Legislação • Index • Heráldica Autárquica • Portugal • A - Z • Novidades • Contacto • Ligações •
• 
Ultramar Português •
Miniaturas (Municípios) Miniaturas (Freguesias) Miniaturas (Ultramar)

Página actualizada em 12-03-2021                                                                                         Page updated on  12-03-2021