Município de Santa Maria da Feira

• Distrito de Aveiro • Distrito de Beja • Distrito de Braga • Distrito de Bragança • Distrito de Castelo Branco •
Distrito de Coimbra • Distrito de Évora • Distrito de Faro • Distrito da Guarda • Distrito de Leiria • Distrito de Lisboa •
• Distrito de Portalegre • Distrito do Porto • Distrito de Santarém • Distrito de Setúbal • Distrito de Viana do Castelo •
• Distrito de Vila Real • Distrito de Viseu • Região Autónoma dos Açores • Região Autónoma da Madeira •



Área - 211 Km2  Feriado Municipal - 20 de Janeiro

Freguesias

• Argoncilhe • Arrifana • Caldas de São Jorge e Pigeiros • Canedo, Vale e Vila Maior • Escapães • Fiães • Fornos •
Lobão, Gião, Louredo e Guisande • Lourosa • Milheirós de Poiares • Mozelos • Nogueira da Regedoura •
Paços de Brandão • Rio Meão • Romariz • Sanguedo • Santa Maria da Feira, Travanca, Sanfins e Espargo •
Santa Maria de Lamas • São João de Ver • São Miguel de Souto e Mosteirô • São Paio de Oleiros •


Elevação da sede do município à categoria de cidade e alteração da designação
de "Vila da Feira", para "Santa Maria da Feira", pela Lei nº 39/85 de 14/06/1985

Ordenação heráldica do brasão e bandeira
Ainda não foi publicada no Diário da República,
conforme o Capitulo 1, Artigo 4º, 2 e 3 , da Lei nº 53/91 de 7 de Agosto, estando assim a legalização incompleta.

Armas - Escudo de azul, castelo de prata lavrado de negro, aberto e iluminado de vermelho, quadrado, em perspectiva, com os ângulos exteriores formados por quatro torreões cobertos de cinco cones, sendo o maior o do centro. O centro do castelo é encimado por nuvens de prata, realçadas de azul, que sustêm uma imagem de Nossa Senhora com o Menino ao colo, vestida de vermelho, com manto de azul e resplendor de ouro. Coroa mural de cinco torres de prata. Listel branco com a legenda de negro : " SANTA MARIA DA FEIRA ".

Brasão do município de Santa Maria da Feira



Bandeira - Gironada de oito peças de branco e vermelho, cordões e borlas de prata e vermelho. Haste e lança de ouro.

Bandeira do município de Santa Maria da Feira                         Estandarte do município de Santa Maria da Feira

Bandeira para hastear (2x3)                                                                       Estandarte (1m x 1m)



Anterior ordenação heráldica do brasão e bandeira
Segundo o parecer da Comissão de Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses de 27/05/1942
Estabelecida pela Comissão Administrativa Municipal em 03/06/1942
Aprovado pelo Ministro do Interior em 03/08/1942
Publicada no Diário do Governo nº 186, II Série de 11/08/1942*

Armas - De azul, castelo de prata lavrado de negro e aberto e iluminado de vermelho, quadrado, em perspectiva, com os ângulos exteriores formados por quatro torreões cobertos de cinco cones, sendo o maior o do centro. O centro do Castelo é encimado por nuvens de prata, realçadas de azul, que sustêm uma imagem de Nossa Senhora com o menino ao colo, vestida de vermelho, com manto de azul e resplendor de ouro. Coroa mural de quatro torres de prata. Listel branco com os dizeres a negro: "Vila da Feira".

Brasão do município de Vila da Feira



Bandeira - Esquartelada de branco e vermelho. Cordões e borlas de prata e vermelho. Haste e lança douradas.

Bandeira do município de Vila da Feira                         Estandarte do município de Vila da Feira

Bandeira para hastear (2x3)                                                                       Estandarte (1m x 1m)

*Informação gentilmente cedida pela Câmara Municipal de Santa Maria da Feira



Transcrição do parecer

Em sessão de 21 de Março último foi aprovado o parecer referente às armas, bandeira e selo da Vila da Feira. A Câmara Municipal da Feira, em ofício n.º 745, de 22 de Abril passado, agradecendo o envio do parecer, diz: «Muito deseja esta Câmara que, nas armas, o Castelo de prata lavrado de negro – simbolizando o Castelo da Feira – seja aberto e iluminado de vermelho, por ser este o esmalte que compete a feitos de valor militar. Esta cor não pode ser esquecida no Brasão da Feira, visto o seu Castelo ser o único subsistente dos que primeiramente se pronunciaram pela independência nacional, no dizer de Alexandre Herculano:

«A tradição da Idade Média, conservada pelas Crónicas mais antigas, é que o Infante antes da batalha no Campo de S. Mamede já andava levantado contra D. Tereza e que lhe tinha furtado dois castelos, os de Neiva e da Feira» (História de Portugal, vol. 1, 284, 286, 495 e 496 – Port. Mon. Hist. Script. 26, 29, 256).

Sendo assim, a bandeira deve ficar esquartelada de branco e vermelho com cordões e borlas de prata e vermelho. No selo tem de ler-se «Câmara Municipal da Feira», visto ser este o nome designado no Código Administrativo».

Atendendo às razões apresentadas, não me parecer que exista inconveniente em se seguir o caminho indicado pela Câmara Municipal da Feira.

Proponho, portanto, que as armas, bandeira e selo da Vila da Feira, sejam assim ordenadas:

ARMAS – De azul, castelo de prata lavrado de negro e aberto e iluminado de vermelho, quadrado, em perspectiva, com os ângulos exteriores formados por quatro torreões cobertos de cinco cones, sendo maior o do centro. O centro do castelo é encimado por nuvens de prata, realçadas de azul, que sustêm uma Imagem de Nossa Senhora com o Menino ao colo, vestida de vermelho, com manto de azul e resplendor de ouro. Coroa mural de quatro torres de prata. Listel branco com os dizeres a negro «Vila da Feira».

BANDEIRA – Esquartelada de branco e vermelho. Cordões e borlas de prata e vermelho. Haste e lança douradas.

SELO – Circular, tendo ao centro as peças das armas sem indicação dos esmaltes. Em volta, dentro de círculos concêntricos, os dizeres «Câmara Municipal da Feira».

A bandeira é de branco (prata) e vermelho, por serem estas as cores da peça das armas que caracteriza historicamente a Vila da Feira. A bandeira, quando destinada a cortejos e cerimónias, é quadrada com um metro por lado, de seda e bordada; quando destinada a arvorar, é de filel, pode dispensar as armas e tem as dimensões necessárias em relação à altura a que tem de ser hasteada.

No caso da Câmara Municipal da Feira concordar com este parecer, deverá transcrever na acta da sua aprovação, a descrição das armas, bandeira e selo exactamente como acima se indica, enviando uma cópia autêntica da mesma acta, acompanhada de desenho minuciosamente feito, ao senhor Governador Civil do Distrito, afim de tudo ser remetido à Direcção Geral de Administração Política e Civil do Ministério do Interior para, no caso de Sua Excelência o Ministro concordar, ser publicada a respectiva portaria no Diário do Governo.

Lisboa, 27 de Maio de 1942.

Affonso de Dornellas

 

(texto adaptado à grafia actual)

OLIVEIRA, Roberto Vaz de, As Armas e a Bandeira da Vila da Feira - 1284/1974, Câmara Municipal da Feira, Agosto de 1974, pp. 76-78.



Primeira ordenação heráldica do brasão e bandeira
Segundo o parecer da Comissão de Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses de 21/03/1942
Não adoptada pelo município

Armas - De azul, castelo de prata, lavrado, aberto e iluminado de negro, quadrado, em perspectiva, com os ângulos exteriores formados por quatro torreões cobertos de cinco cones, sendo maior o do centro. O centro do Castelo é encimado por nuvens de prata, realçadas de azul que sustêm uma Imagem de Nossa Senhora com o Menino ao colo, vestida de vermelho, com manto azul e resplendor de ouro. Coroa mural de quatro torres de prata. Listel branco com os dizeres a negro «Vila da Feira».

Brasão do município de Vila da Feira

Baseado no desenho original de João Ricardo Silva



Bandeira - Esquartelada de branco e negro. Cordões e borlas de prata e negro. Haste e lança douradas.

Bandeira e estandarte do município de Vila da Feira

Bandeira para hastear (2x3)                                                                       Estandarte (1m x 1m)



Transcrição do parecer

Parecer apresentado por Affonso de Dornellas à Comissão de Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses e aprovado em sessão de 21 de Março de 1942.

Muito se tem discutido se de facto as armas usadas pela Vila da Feira lhe pertenceram inicialmente ou se foram copiadas do Cabido da Sé do Porto. Apesar de já se ter escrito muito sobre o caso, pouco existe que valha a pena discutir, pois a maioria dos trabalhos baseia-se em fantasias. Verifica-se, contudo, que há muito tempo a Vila da Feira é simbolizada por uma Imagem de Nossa Senhora encimando uma fortaleza. Existem, em Portugal, várias armas municipais diferenciadas pelos esmaltes e por características especiais, provenientes da forma do desenho. Apesar de na Heráldica, serem, em regra geral, todas as peças artisticamente estilizadas, é admissível, como excepção, que, em circunstâncias especiais, se utilizem certas características para salientar as peças que desejam assinalar. No caso presente, como o Castelo da Feira se distingue na sua construção de todos os outros de Portugal por ter quatro torreões colocados em volta da torre quadrada, torreões que são cobertos por cones, propomos que o Castelo a figurar mas armas respectivas tenha os mesmos quatro torreões quadrados e cobertos, cada uma, com cinco cones, sendo o do centro maior do que os quatro que o circundam. As armas da Feira ficam, portanto, absolutamente singulares em Portugal.

A Vila da Feira, cabeça das Terras de Santa Maria, terá nas suas armas a Imagem de Nossa Senhora, a Santa Maria do Castelo da Feira. Assim, propomos, em satisfação do pedido da Câmara Municipal respectiva, que as armas, bandeira e selo da Vila da Feira sejam ordenadas pela forma seguinte:

Armas – De azul, castelo de prata, lavrado, aberto e iluminado de negro, quadrado, em perspectiva, com os ângulos exteriores formados por quatro torreões cobertos de cinco cones, sendo maior o do centro. O centro do Castelo é encimado por nuvens de prata, realçadas de azul que sustêm uma Imagem de Nossa Senhora com o Menino ao colo, vestida de vermelho, com manto azul e resplendor de ouro. Coroa mural de quatro torres de prata. Listel branco com os dizeres a negro «Vila da Feira».

Bandeira – Esquartelada de branco e negro. Cordões e borlas de prata e negro. Haste e lança douradas.

Selo – Circular, tendo ao centro as peças das armas sem indicação dos esmaltes. Em volta, dentro de círculos concêntricos, os dizeres «Câmara Municipal de Vila da Feira».

A bandeira é de branco (prata) e de negro, por serem estas as cores da peça das armas que caracteriza historicamente a Vila da Feira. A Bandeira, quando destinada a cortejos e cerimónias, é quadrada com um metro por lado, de seda e bordada; quando desinada a arvorar, é de filel, pode dispensar as armas e tem as dimensões necessárias em relação à altura a que tem de ser hasteada.

Indiquei a prata para o Castelo por este metal, na Heráldica significar Eloquência, Limpeza, Humildade e Riqueza. O Castelo é iluminado, aberto e lavrado de negro, esmalte que na Heráldica representa a terra e significa Firmeza e Honestidade. O campo das armas é de azul por este esmalte simbolizar o Zelo, a Caridade e a Lealdade, a Imagem e as nuvens tem as cores próprias. Com esta composição de peças e esmaltes fica bem representada a história local e a indole dos seus naturais.

No caso da Câmara Municipal da Feira concordar com este parecer, deverá transcrever na acta da sua aprovação, a descrição das armas, bandeira e selo, exactamente como acima se indica, enviando uma cópia autêntica da mesma acta, acompanhada de desenho minuciosamente feito, ao senhor Governador Civil do Distrito, afim de tudo ser remetido à Direcção Geral de Administração Política e Civil do Ministério do Interior para, no caso de Sua Excelência o Ministro concordar, ser publicada a respectiva portaria no Diário do Governo.

Lisboa, 21 de Março de 1942.

Affonso de Dornellas

 

(texto adaptado à grafia actual)

OLIVEIRA, Roberto Vaz de, As Armas e a Bandeira da Vila da Feira - 1284/1974, Câmara Municipal da Feira, Agosto de 1974, pp. 72 e 73.

Ligação para a página oficial do município de Santa Maria da Feira

 



• Município de Águeda • Município de Albergaria-a-Velha • Município de Anadia • Município de Arouca •
• Município de Aveiro • Município de Castelo de Paiva • Município de Espinho • Município de Estarreja •
• Município de Ílhavo • Município da Mealhada • Município da Murtosa • Município de Oliveira de Azeméis •
Município de Oliveira do Bairro • Município de Ovar • Município de Santa Maria da Feira •
Município de São João da Madeira • Município de Sever do Vouga • Município de Vagos •
• Município de Vale de Cambra •



Heráldica História e Legislação • Index • Heráldica Autárquica • Portugal • A - Z • Novidades • Contacto • Ligações •
• 
Ultramar Português •
Miniaturas (Municípios) Miniaturas (Freguesias) Miniaturas (Ultramar)

Página actualizada em 10-03-2021                                                                                         Page updated on  10-03-2021