Município de Loulé

• Distrito de Aveiro • Distrito de Beja • Distrito de Braga • Distrito de Bragança • Distrito de Castelo Branco •
Distrito de Coimbra • Distrito de Évora • Distrito de Faro • Distrito da Guarda • Distrito de Leiria • Distrito de Lisboa •
• Distrito de Portalegre • Distrito do Porto • Distrito de Santarém • Distrito de Setúbal • Distrito de Viana do Castelo •
• Distrito de Vila Real • Distrito de Viseu • Região Autónoma dos Açores • Região Autónoma da Madeira •



Área - 765 Km2  Feriado Municipal - Quinta-feira de Ascensão

Freguesias

• Almancil • Alte • Ameixial • Boliqueime • Loulé (S. Clemente) • Loulé (S. Sebastião) • Quarteira •
• Querença, Tôr e Benafim • Salir •


Elevação da sede do município à categoria de cidade pela Lei nº 04/88 de 01/02/1988

Ordenação heráldica do brasão e bandeira
Segundo o parecer da Comissão de Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses de 16/09/2008
Ainda não foi publicada no Diário da República,
conforme o Capitulo 1, Artigo 4º, 2 e 3 , da Lei nº 53/91 de 7 de Agosto, estando assim a legalização incompleta.

Armas Escudo de negro, com castelo de prata aberto e iluminado de púrpura, a torre central carregada de uma cruz da Ordem de Santiago, de vermelho e rematada por um loureiro de verde, frutado de ouro; acantonadas em chefe, duas cabeças, uma de rei cristão, coroada de ouro e outra de rei mouro, fotada de prata. Coroa mural de prata de cinco torres. Listel branco, com a legenda a negro " MUNICÍPIO DE LOULÉ ".

Brasão do município de Loulé



Bandeira - Gironada de oito peças de branco e púrpura, cordões e borlas de prata e púrpura. Haste e lança de ouro.

Bandeira e estandarte do município de Loulé

Bandeira para hastear (2x3)                                                                       Estandarte (1m x 1m)

*Informação gentilmente cedida pela Câmara Municipal de Loulé



Anterior ordenação heráldica do brasão e bandeira
Segundo o parecer da Comissão de Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses de 20/03/1935
Estabelecida pela Comissão Administrativa Municipal em 10/04/1935
Aprovado pelo Ministro do Interior em 21/09/1935

Portaria nº 8231, do Ministério do Interior,
p
ublicada no Diário do Governo nº 220, I Série de 21/09/1935

Armas De negro, com um castelo de prata aberto e iluminado de púrpura. A torre central, carregada de uma cruz de Santiago, de vermelho e rematada por um loureiro de verde, frutado de ouro. As torres laterais encimadas por uma cabeça de rei cristão e por uma cabeça de rei mouro. Coroa mural de quatro torres. Listel branco com os dizeres: "Vila de Loulé", de negro.*

Brasão do município de Loulé



Bandeira - Esquartelada de branco e de púrpura. Cordões e borlas de prata e púrpura. Lança e haste douradas.*

Bandeira e estandarte do município de Loulé

Bandeira para hastear (2x3)                                                                       Estandarte (1m x 1m)

*Informação gentilmente cedida pela Câmara Municipal de Loulé



Transcrição do parecer

Parecer apresentado por Affonso de Dornellas à Comissão de Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses e aprovado em sessão de 20 de Março de 1935.

Por ofício de 7 de Fevereiro do ano corrente de 1935, manifesta a Câmara Municipal de Loulé o desejo de que se formule um parecer sobre as armas, bandeira e selo respectivos.

Num códice com o n.º 498 da Biblioteca Pública Municipal do Porto que deve ter sido feito entre 1652 e 1668, reinado de D. Afonso VI, estão desenhadas as armas de Loulé, com uma descrição que corresponde ao desenho.

Essa descrição é nos seguintes termos:

– Loulé tem por armas um loureiro verde junto a um chafariz de oito ameias que por dois canos ou bicas está lançando água.

É curioso porém que os escritores antigos que se dedicaram à heráldica de domínio, dizem que no largo do convento das freiras havia um chafariz, onde estavam as Armas de Portugal e ao lado as da vila constituídas por um loureiro verde sobre um castelo. No mesmo chafariz indicava-se a existência de uma inscrição que dizia: era de 1440 (1402) foi feita esta obra.

Portanto, de longa data há conhecimento de que Loulé tem por Armas um loureiro rematando um castelo, como há conhecimento de que Loulé é uma Vila muito importante e cabeça do maior concelho Algarvio, tendo vasta agricultura e várias indústrias.

O facto de aparecer uma árvore, símbolo de força e do poder, e para mais um loureiro, símbolo da glória, sobre um castelo, deve querer assinalar que esse castelo resistiu fortemente a algum cerco tremendo ou, então, que ali estava a chefia de um poderoso exército de guerreiros.

Tudo isso ali pode ter acontecido, pois o Algarve foi durante muitos séculos um grande centro de guerras e teatro de extraordinários actos de bravura.

Não temos que ir além do que há muito está estabelecido. Loulé está simbolizado pelo castelo rematado por um loureiro.

Desde o século XIII que Loulé pertence à Ordem de Santiago, sendo portanto muito apreciável que a cruz respectiva carregue o castelo, marcando assim que está incluído na heroica história da mesma Ordem.

Ainda, atendendo a que o Algarve constituía um reino anexado ao reino de Portugal, tendo cada um destes reinos as suas armas próprias, será interessante que todas as Cidades e Vilas do Algarve tenham referência às Armas do antigo reino a que pertenceram.

É um dos fins da heráldica, recordar o passado histórico.

Por esta razão, quase todas as cidades e vilas do Algarve adoptaram já elementos da história antiga que eram constituídos por cabeças de reis Cristãos e reis Mouros.

Nesta conformidade, propomos que as armas da Vila de Loulé tenham a seguinte ordenação:

ARMAS – de negro, com um castelo de prata aberto e iluminado de púrpura. A torre central carregada de uma cruz de Santiago de vermelho e rematada por um loureiro de verde frutado de ouro. As torres laterais encimadas por uma cabeça de Rei Cristão e por uma cabeça de Rei Mouro. Coroa mural de prata de quatro torres. Listel branco com os dizeres “Vila de Loulé“ de negro.

BANDEIRA – Esquartelada de branco e púrpura. Cordões e borlas de prata e de púrpura. Lança e haste douradas.

SELO – Circular, tendo ao centro as peças das Armas sem indicação dos esmaltes. Em volta, dentro de círculos concêntricos, os dizeres “Câmara Municipal de Loulé“.

A bandeira quando destinada a cerimónias e a cortejos, tem um metro quadrado e é bordada em seda. Como a peça principal das Armas é o castelo que é de prata e de púrpura, a bandeira é branca (que corresponde à prata) e de púrpura.

O negro do campo simboliza heraldicamente a terra e significa firmeza e honestidade.

A prata do castelo denota humildade e riqueza.

A púrpura do aberto e iluminado, indica grandeza e nobreza heroica.

O vermelho da cruz de Santiago, indica vitórias e guerras.

O loureiro é de sua cor, o verde, esmalte que heraldicamente significa esperança e fé.

O ouro do frutado significa fidelidade, constância e poder.

A cabeça do Rei Cristão é de carnação branca e coroada de ouro. A do Rei Mouro é de carnação negra e de turbante de prata.

A coroa mural de quatro torres é a que está determinada para simbolizar as Vilas.

E assim, a história e a índole dos naturais de Loulé, fica simbolicamente representada.

Se a Câmara Municipal de Loulé concordar com este parecer, deverá transcrever na respectiva acta a descrição completa das armas, bandeira e selo, enviando cópia autenticada dessa acta, com desenhos rigorosos da bandeira e selo, ao Sr. Governador Civil, pedindo-lhe para remeter tudo à Direcção Geral de Administração Politica e Civil do Ministério do Interior para, no caso do Sr. Ministro aprovar, ser publicada a devida portaria.

Lisboa, Março de 1935.

Affonso de Dornellas.

 

(Texto adaptado à grafia actual)

Fonte: PINTO, Segismundo, «Os Símbolos Heráldicos de Loulé», in Cadernos Barão de Arêde, N.º 4, Centro de Estudos de Genealogia e Heráldica Barão de Arêde Coelho, Abril-Junho 2015, pp. 224-242.

Ligação para a página oficial do município de Loulé

 



• Município de Albufeira • Município de Alcoutim • Município de Aljezur • Município de Castro Marim •
Município de Faro • Município de Lagoa • Município de Lagos • Município de Loulé • Município de Monchique •
Município de Olhão da Restauração • Município de Portimão • Município de São Brás de Alportel •
• Município de Silves • Município de Tavira • Município de Vila do Bispo • Município de Vila Real de Santo António •



Heráldica História e Legislação • Index • Heráldica Autárquica • Portugal • A - Z • Novidades • Contacto • Ligações •
• 
Ultramar Português •
Miniaturas (Municípios) Miniaturas (Freguesias) Miniaturas (Ultramar)

Página actualizada em 10-03-2021                                                                                         Page updated on  10-03-2021