Município de Figueira de Castelo Rodrigo

• Distrito de Aveiro • Distrito de Beja • Distrito de Braga • Distrito de Bragança • Distrito de Castelo Branco •
Distrito de Coimbra • Distrito de Évora • Distrito de Faro • Distrito da Guarda • Distrito de Leiria • Distrito de Lisboa •
• Distrito de Portalegre • Distrito do Porto • Distrito de Santarém • Distrito de Setúbal • Distrito de Viana do Castelo •
• Distrito de Vila Real • Distrito de Viseu • Região Autónoma dos Açores • Região Autónoma da Madeira •



Área - 504 Km2  Feriado Municipal - 7 de Julho

Freguesias

• Algodres, Vale de Afonsinho e Vilar de Amargo • Almofala e Escarigo • Castelo Rodrigo • Cinco Vilas e Reigada •
• Colmeal e Vilar Torpim • Escalhão • Figueira de Castelo Rodrigo •
• Freixeda do Torrão, Quintã de Pêro Martins e Penha Águia • Mata de Lobos • Vermiosa •


Ordenação heráldica do brasão e bandeira
Segundo o parecer da Comissão de Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses de 17/02/1937
Estabelecida em reunião da Assembleia Municipal, em 30/04/1986
Publicada no Diário da República nº 136, III Série de 11/06/1986

Brasão De prata, leão rampante de vermelho acompanhado em orla por oito folhas de figueira de verde. Coroa mural de quatro torres de prata. Listel branco com "Vila de Figueira de Castelo Rodrigo" de negro.

Brasão do município de Figueira de Castelo Rodrigo



Bandeira - De vermelho, cordões e borlas de vermelho e prata. Haste e lança douradas.

Bandeira do município de Figueira de Castelo Rodrigo                         Estandarte do município de Figueira de Castelo Rodrigo

Bandeira para hastear (2x3)                                                                       Estandarte (1m x 1m)



Transcrição do parecer

Parecer emitido por Affonso Dornellas à Comissão de Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses e aprovado em sessão de 17 de Fevereiro de 1937.

A Câmara Municipal de Figueira de Castelo Rodrigo, desejando que lhe fossem estudadas as suas armas, bandeira e selo, dirigiu-se à Associação dos Arqueólogos Portugueses, solicitando esse estudo.

A freguesia de Figueira de Castelo Rodrigo, desenvolveu-se por forma que se salientou à vila de Castelo Rodrigo, que, pela aspereza do seu acesso, foi perdendo a importância até que a sede do concelho passou para a povoação de Figueira, que, por esse motivo, foi elevada a vila, em 25 de Junho de 1836.

A Vila de Figueira de Castelo Rodrigo é muito fértil, produzindo com abundância: vinhos, azeites, cereais, lã, gados, etc. vivendo, portanto, da agricultura.

Na parte histórica de Figueira salienta-se o facto de, a pouca distância da vila, se ter dado o combate da Salgadela, uma das principais batalhas da guerra da restauração em que os portugueses ficaram vencedores.

Tem, por consequência, a Vila de Figueira de Castelo Rodrigo e o seu concelho, elementos suficientes para lhe serem ordenadas as suas armas, bandeira e selo.

Propomos pois a seguinte ordenação:

ARMAS – De prata, com um leão rampante de vermelho acompanhado em orla por oito folhas de figueira de verde. Coroa mural de prata de quatro torres. Listel branco com os dizeres «Vila de Figueira de Castelo Rodrigo» de negro.

BANDEIRA – De vermelho. Cordões e borlas de prata e de vermelho. Haste e lança douradas.

SELO – Circular, tendo ao centro as peças das armas sem indicação dos esmaltes. Em volta, dentro dos círculos concêntricos, os dizeres «CÂMARA MUNICIPAL DE FIGUEIRA DE CASTELO RODRIGO».

A bandeira é de vermelho por ser este o esmalte da peça principal das armas, quando destinada a cortejos e outras cerimónias; a bandeira tem a área de um metro quadrado e é bordada em seda. Quando destinada a ser arvorada, é de fiel terá as dimensões julgadas necessárias, podendo deixar de ter as armas.

É indicado o leão para figurar em alusão ao importante combate de Salgadela, um dos decisivos da independência proclamada em 1640.

As folhas de figueira não só representam a riqueza agrícola como são alusivas ao nome da vila.

A prata indicada para o campo, é o metal que na heráldica simboliza humildade e riqueza.

O vermelho do leão é o esmalte que significa a força, vigor, vitórias, guerra e ardis.

O verde das folhas de figueira é o esmalte que denota esperança e fé.

E assim, com estas peças e estes esmaltes, fica bem representada a história e a vila de Figueira de Castelo Rodrigo e dos seus naturais.

Lisboa, Fevereiro de 1937.

Affonso de Dornellas.

 

(Texto adaptado à grafia actual)

Fonte: página da Câmara Municipal de Figueira de Castelo Rodrigo.

Ligação para a página oficial do município de Figueira de Castelo Rodrigo

 



• Município de Aguiar da Beira • Município de Almeida • Município de Celorico da Beira •
Município de Figueira de Castelo Rodrigo • Município de Fornos de Algodres • Município de Gouveia •
• Município da Guarda • Município de Manteigas • Município de Mêda • Município de Pinhel • Município do Sabugal •
• Município de Seia • Município de Trancoso • Município de Vila Nova de Foz Côa •



Heráldica História e Legislação • Index • Heráldica Autárquica • Portugal • A - Z • Novidades • Contacto • Ligações •
• 
Ultramar Português •
Miniaturas (Municípios) Miniaturas (Freguesias) Miniaturas (Ultramar)

Página actualizada em 11-03-2021                                                                                         Page updated on  11-03-2021