Teixoso

• Distrito de Aveiro • Distrito de Beja • Distrito de Braga • Distrito de Bragança • Distrito de Castelo Branco •
Distrito de Coimbra • Distrito de Évora • Distrito de Faro • Distrito da Guarda • Distrito de Leiria • Distrito de Lisboa •
• Distrito de Portalegre • Distrito do Porto • Distrito de Santarém • Distrito de Setúbal • Distrito de Viana do Castelo •
• Distrito de Vila Real • Distrito de Viseu • Região Autónoma dos Açores • Região Autónoma da Madeira •



Orago - Nossa Senhora de Coros  Área - 35,63 Km2

Ordenação heráldica do brasão e bandeira
Segundo o parecer da Comissão de Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses de 27/06/1928
Aprovado pelo Ministro do Interior em 18/07/1933
Portaria nº 7639, do Ministério do Interior,
p
ublicada no Diário do Governo nº 160, I Série de 18/07/1933
Registado na Direcção Geral de Autarquias Locais, com o Nº 001/1933

Armas - De prata, com um teixo de verde frutado de ouro e arrancado de negro. Em chefe, uma estrela de cinco pontas de vermelho. Coroa mural de quatro torres para representar a categoria de vila. Por baixo das armas uma fita branca com os dizeres “Vila do Teixoso“.

Brasão da freguesia do Teixoso

Baseado no desenho original de João Ricardo Silva



Bandeira - Esquartelada de verde e de negro, por serem estes os principais esmaltes da peça principal. Cordões e borlas de verde e de negro.

Bandeira da freguesia do Teixoso                         Estandarte da freguesia do Teixoso

Bandeira para hastear (2x3)                                                                       Estandarte (1m x 1m)



Transcrição do parecer

Parecer apresentado por Affonso de Dornellas à Secção de Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses e aprovado em reunião de 27 de Junho de 1928.

Na Secretaria da Associação dos Arqueólogos Portugueses foi recebido o seguinte ofício:

Junta de Freguesia do Teixoso do Concelho da Covilhã. – À Ex.ma Secção de Heráldica da Associação dos Arqueólogos. – Lisboa. – Ex.mos Senhores. – Por indicação do Ex.mo Sr. Dr. Valerio Cordeiro, muito digno membro dessa Associação, nos dirigimos a V. Ex.ª pedindo-lhes a fineza de nos indicarem o projecto das Armas e o Estandarte que deve usar a nova Vila de Teixoso, que temos a honra de representar. É obsequio que muilo nos penhorará e de que nos confessamos sumamente gratos. – Saúde e Fraternidade. – Teixoso, 12 de Junho de 1928. – A Comissão Administrativa da Vila de Teixoso. – O Presidente (a) Mario Bemardo da Fonseca e Cunha – Os Vogais (aa) José Bizarro da Nave – José da Fonseca Ferraz.

A nova Vila de Teixoso parece que deve o seu nome ao facto de existir num local onde houve grande quantidade de teixos.

O Teixo é vulgar nas montanhas da Europa, nos Açores, na Argélia e na Ásia. Leva muitos anos a formar-se até que a sua madeira seja aproveitável. É irregular muitas vezes a sua forma e de difícil cultura mas, de grande valor quando atinge uma grande idade. A sua madeira é idêntica ao ébano, não tem canais resineiros e quando polida adquire o mesmo brilho e a mesma cor do ébano. O fruto do Teixo é inofensivo e agradável ao paladar. A folha é venenosa em algumas regiões, sendo noutras um bom alimento para bois e cabras, não podendo porém essas folhas, nessas mesmas regiões ser utilizadas por outra espécie de gado.

Pelos estudiosos é indicada a sua existência em Portugal, nas regiões frias.

Ora a Vila de Teixoso é situada numa das muitas elevações da Serra da Estrela, na estrada que vai da Covilhã para Valhelhas.

Em heráldica, quando se assumem umas armas e há possibilidade de serem falantes, quando outro motivo superior não obrigue a abandonar este, devem ordenar-se por forma que seja rápida a sua compreensão.

Chamam-se falantes as armas que na sua composição têm peças que significam o nome da terra que caracterizam ou que, pelo menos, dão uma ideia muito aproximada desse nome.

Algumas das cidades e vilas existentes na Serra da Estrela, leem por este motivo adoptado na composição das suas armas, uma estrela alusiva ao facto.

Pelos motivos expostos proponho que as armas e o estandarte da Vila de Teixoso, sejam ordenadas pela seguinte forma:

– De prata com um teixo de verde frutado de ouro e arrancado de negro. Em chefe, uma estrela de cinco pontas de vermelho. Coroa mural de quatro torres para representar a categoria de Vila. Bandeira com um metro por lado esquartelada de verde e de negro, por serem estes os principais esmaltes da peça principal das armas. Por baixo das armas uma fita branca com os dizeres «VILA DE TEIXOSO» de negro. Cordões e borlas de verde e de negro. Haste e lança de ouro.

Indico a árvores arrancada de negro, por este esmalte representar a terra e significar honestidade.

 

 [Affonso de Dornellas.]

 

(Texto adaptado à grafia actual)

Fonte: DORNELLAS, Affonso de, «Teixoso», in Elucidário Nobiliarchico: Revista de História e de Arte, II Volume, Número III, Lisboa, Março 1929, pp. 81-82.

 

 



• Sarzedo • Teixoso •



• Aldeia de São Francisco de Assis • Barco e Coutada • Boidobra • Cantar-Galo e Vila do Carvalho •
• Casegas e Ourondo • Cortes do Meio • Covilhã e Canhoso • Dominguizo • Erada • Ferro • Orjais • Paul • Peraboa •
• Peso e Vales do Rio • São Jorge da Beira • Sobral de São Miguel • Teixoso e Sarzedo • Tortosendo •
• Unhais da Serra • Vale Formoso e Aldeia do Souto • Verdelhos •



• Município de Belmonte • Município de Castelo Branco • Município da Covilhã • Município do Fundão •
• Município de Idanha-a-Nova • Município de Oleiros • Município de Penamacor •
• Município de Proença-a-Nova • Município da Sertã • Município de Vila de Rei • Município de Vila Velha de Ródão •



Heráldica História e Legislação • Index • Heráldica Autárquica • Portugal • A - Z • Novidades • Contacto • Ligações •
• 
Ultramar Português •
Miniaturas (Municípios) Miniaturas (Freguesias) Miniaturas (Ultramar)

Página actualizada em 12-03-2021                                                                                         Page updated on  12-03-2021