Província Ultramarina de Cabo Verde

A 5 de Julho de 1975 tornou-se independente com a Designação República de Cabo Verde.

• Distrito do Barlavento • Distrito do Sotavento •


Mapa Administrativo

Mapa Administrativo da Província Ultramarina de Cabo Verde



A colónia de Cabo Verde passou a designar-se Província Portuguesa de Cabo Verde a 11 de Junho de 1951.

Não foi oficialmente publicada a alteração ao listel.

Brasão da Província Ultramarina de Cabo Verde

Proposta de bandeira de Almeida Langhans em 1965, mas não aprovada.

Proposta de bandeira para a Província Ultramarina de Cabo Verde



Ordenação heráldica do brasão
Portaria, nº 8098, do Ministério das Colónias,
Publicada no Diário do Governo nº 104 , I Série de 08/05/1935

Armas Esfera armilar de ouro, composta por dois colouros cruzados na direção dos polos, os cinco paralelos em linhas rectas e o zodíaco em banda, encontrando-se com o segundo e quarto paralelo; Escudo terciado em mantel, tendo: No primeiro, em campo de prata, as cinco quinas de Portugal, de azul, carregadas cada uma de cinco besantes de prata em aspa; No segundo, em campo de verde, uma caravela de negro realçada de ouro, vestida de prata com cabos e mastro de negro vogando num mar ondado de prata e verde; No terceiro, campo de prata carregado com cinco faixas ondadas de verde. Este escudo assenta sobre a esfera armilar, coincidindo o topo superior do escudo com o primeiro paralelo. A coroa mural que encima as armas e que assenta no escudo, tocando-lhe nos extremos da parte superior, será de ouro e constituída por cinco torres ligadas por quatro panos de muralha realçados de negro; as torres são carregadas sobre as portas por esferas armilares de vermelho e os panos de muralha com as ameias formadas por um escudete de prata carregado com a Cruz de Cristo de vermelho; O conjunto da esfera armilar, escudo e coroa mural terá por debaixo um listel branco com a indicação " COLÓNIA PORTUGUESA DE CABO VERDE ".

Brasão da Colónia Portuguesa de Cabo Verde



Proposta para a heráldica da colónia de Cabo Verde, a pedido da Agência Geral das Colónias,
 ao Instituto Português de Heráldica e elaborada por Afonso Dornelas, em junho de 1932.

Segundo o desenho a descrição heráldica seria:

Armas Escudo de verde, uma caravela de negro realçada de ouro, vestida de prata com cabos e mastro de negro vogando num mar ondado de prata e verde. Bordadura de ouro carregada alternadamente, de cinco cruzes da Ordem de Cristo de vermelho, vazadas de prata e cinco escudetes de azul carregados com cinco besantes de prata dispostos em aspa. Coroa mural de ouro e constituída por cinco torres ligadas por quatro panos de muralha realçados de negro; as torres são carregadas sobre as portas por esferas armilares de vermelho e os panos de muralha com as ameias formadas por um escudete de prata carregado com a Cruz de Cristo de vermelho. Listel branco com a indicação " CABO VERDE ".

Proposta de brasão para a Colónia Portuguesa de Cabo Verde

Baseado no desenho original de João Ricardo Silva



Bandeira - Franchada de branco e verde, cordões e borlas de prata e verde. Haste e lança de ouro.

Proposta de bandeira e estandarte para a Colónia Portuguesa de Cabo Verde

 



 • Estado Português da Índia • Província Ultramarina de Angola • Província Ultramarina de Cabo Verde •
• Província Ultramarina da Guiné • Província Ultramarina de Macau • Província Ultramarina de Moçambique •
• Província Ultramarina de São Tomé e Príncipe • Província Ultramarina de Timor •



Heráldica História e Legislação • Index • Heráldica Autárquica • Portugal • A - Z • Novidades • Contacto • Ligações •
• 
Ultramar Português •
Miniaturas (Municípios) Miniaturas (Freguesias) Miniaturas (Ultramar)

Página actualizada em 13-03-2021                                                                                         Page updated on  13-03-2021