Município de Ansião

• Distrito de Aveiro • Distrito de Beja • Distrito de Braga • Distrito de Bragança • Distrito de Castelo Branco •
Distrito de Coimbra • Distrito de Évora • Distrito de Faro • Distrito da Guarda • Distrito de Leiria • Distrito de Lisboa •
• Distrito de Portalegre • Distrito do Porto • Distrito de Santarém • Distrito de Setúbal • Distrito de Viana do Castelo •
• Distrito de Vila Real • Distrito de Viseu • Região Autónoma dos Açores • Região Autónoma da Madeira •



Área - 169 Km2  Feriado Municipal - Quinta-feira de Ascensão

Freguesias

• Alvorge • Ansião • Avelar • Chão de Couce • Pousaflores • Santiago da Guarda •



Ordenação heráldica do brasão e bandeira
Segundo o parecer da Comissão de Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses de20/03/1935
Estabelecida pela Comissão Administrativa Municipal, em 11/06/1935
Aprovado pelo Ministro do Interior em 14/08/1935
Portaria nº 8200, do Ministério do Interior,
p
ublicada no Diário do Governo nº 187, I Série de 14/08/1935

Armas De negro, com um anel de ouro acantonado por quatro romãs de prata abertas de púrpura e folhadas de verde. Coroa mural de quatro torres de prata. Listel branco com os dizeres: "Vila de Ancião", de negro . (Na altura a grafia era "Ancião")

Brasão do município de Ansião



Bandeira - Esquartelada de branco e púrpura. Cordões e borlas de prata e púrpura. Haste e lança douradas.

Bandeira do município de Ansião                         Estandarte do município de Ansião

Bandeira para hastear (2x3)                                                                       Estandarte (1m x 1m)



Transcrição do parecer

Parecer apresentado por Affonso de Dornellas à Comissão Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses e aprovado em sessão de 20 de Março de 1935.

A Câmara Municipal da vila de Ancião, solicitou da Associação dos Arqueólogos Portugueses que lhe fosse estudada a composição das Armas, bandeira e Selo.

Ancião foi feita vila por carta de quinze de Novembro de mil seiscentos e setenta e quatro para ser dada a Dom Luiz de Menêzes, terceiro Conde de Ericeira, General de Artilharia do Exército da Província do Alentejo, como prémio do valor com que se houve na Campanha de mil seiscentos setenta e três, denominada do Ameixial.

A categoria de vila dada a Ancião, representa um caso raro da nossa história, devendo, por qualquer forma, ficar representada nas Armas respectivas, uma circunstância tão interessante.

Na história antiga de Ancião não há casos que nos deem motivos para serem simbolizados.

Na sua fertilidade salientam-se os cereais, frutos e azeite.

Com estes elementos, parece que as armas, de Ancião, devem ser ordenadas pela seguinte forma:

Armas – De negro, com um anel de ouro acantonado por quatro romãs de prata abertas de púrpura, e folhadas de verde. Coroa mural de quatro torres, de prata. Listel branco com os dizeres “Vila de Ancião” de negro.

Bandeira – Esquartelada de branco e púrpura. Cordões e borlas de prata e púrpura. Haste e lança douradas.

Selo – Circular, tendo ao centro as peças das armas, sem Indicação dos esmaltes. Em volta, dentro de círculos concêntricos, os dizeres “Câmara Municipal de Ancião”.

A bandeira destinada a cerimónias e cortejos, tem um metro quadrado e é bordada em seda.

Como as romãs, rainhas dos frutos, representando a fertilidade da região, são de prata e abertas de púrpura, a bandeira é de branco (que corresponde à prata) e de púrpura.

O campo das armas é de negro por ser este o esmalte que em heráldica simboliza a terra e significa firmeza e honestidade.

O anel é de ouro, metal que significa poder, nobreza e fidelidade. Esta peça heráldica simboliza os Menêzes, figurando nas armas desta vila, digo, desta família.

As romãs são de prata, metal que significa humildade e riqueza. São abertas de púrpura, esmalte que significa abundância e grandeza. São folhadas de verde, esmalte que simboliza a esperança e a fé.

E assim, com estas armas fica simbolizada a fertilidade local e as qualidades dos seus naturais, prestando-se também homenagem ao herói português que deu motivo a que a povoação fosse elevada a vila, colocando no campo das armas o anel que simboliza os Menêzes.

A coroa mural é de quatro torres, conforme está determinado que se representem as vilas.

[Affonso de Dornellas.]

 

(Texto adaptado à grafia actual)

Fonte: Câmara Municipal de Ansião, Livro de Actas, Acta n.º 5 da sessão ordinária da Comissão Administrativa da Câmara Municipal de Ancião de 11 de Julho de 1935.

Informação gentilmente cedida pela Câmara Municipal de Ansião.

Ligação para a página oficial do município de Ansião

 



• Município de Alcobaça • Município de Alvaiázere • Município de Ansião • Município da Batalha •
• Município de Bombarral • Município de Caldas da Rainha • Município de Castanheira de Pera •
• Município de Figueiró dos Vinhos • Município de Leiria • Município da Marinha Grande • Município da Nazaré •
Município de Óbidos • Município de Pedrógão Grande • Município de Peniche • Município de Pombal •
• Município de Porto de Mós •



Heráldica História e Legislação • Index • Heráldica Autárquica • Portugal • A - Z • Novidades • Contacto • Ligações •
• 
Ultramar Português •
Miniaturas (Municípios) Miniaturas (Freguesias) Miniaturas (Ultramar)

Página actualizada em 11-03-2021                                                                                         Page updated on  11-03-2021