Município de Alcochete

• Distrito de Aveiro • Distrito de Beja • Distrito de Braga • Distrito de Bragança • Distrito de Castelo Branco •
Distrito de Coimbra • Distrito de Évora • Distrito de Faro • Distrito da Guarda • Distrito de Leiria • Distrito de Lisboa •
• Distrito de Portalegre • Distrito do Porto • Distrito de Santarém • Distrito de Setúbal • Distrito de Viana do Castelo •
• Distrito de Vila Real • Distrito de Viseu • Região Autónoma dos Açores • Região Autónoma da Madeira •



Área - 94 Km2  Feriado Municipal - 24 de Junho

Freguesias

• Alcochete • Samouco • São Francisco •



Ordenação heráldica do brasão e bandeira
Segundo o parecer da Comissão de Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses de 25/08/1940
Estabelecida pela Comissão Administrativa Municipal em 31/08/1940
Aprovado pelo Ministro do Interior em 26/11/1940
Portaria nº 9695, do Ministério do Interior,
p
ublicada no Diário do Governo nº 275, I Série de 26/11/1940

Armas De prata, com uma cruz antiga de Santiago de vermelho, carregada nas bases do florenciado por quatro vieiras de ouro e de uma esfera armilar do mesmo metal no cruzamento. A cruz acantoada por quatro cachos de uvas de púrpura, folhados e sustidos de verde. Em contrachefe duas faixas ondadas de azul. Coroa mural de prata de quatro torres. Listel branco com os dizeres: "Vila de Alcochete" de negro.

Brasão do município de Alcochete



Bandeira - Esquartelada de amarelo e de vermelho. Cordões e borlas de ouro e de vermelho. Haste e lança douradas.

Bandeira e estandarte do município de Alcochete

Bandeira para hastear (2x3)                                                                       Estandarte (1m x 1m)

Informação gentilmente enviada por Luís Miguel Silva



Transcrição do parecer

[Parecer apresentado por Affonso de Dornellas à Comissão Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses e aprovado em sessão de 25 de Agosto de 1940.]

Desejando a Câmara Municipal de Alcochete que sejam estudadas as suas armas, bandeira e selo, dirigiu-se para esse fim à Associação dos Arqueólogos Portugueses.

De fundação antiga, teve Alcochete a sua época do tempo de D. João II que muito gostava daquela vila e para onde encaminhou a Corte que ali passou várias épocas em recreio.

Tinha sido reedificada por D. Fernando, Mestre da Ordem de Santiago, irmão de D. Afonso V. Alcochete era Comenda da Ordem.

Em 31 de Maio de 1469 nasceu D. Manuel I em Alcochete, ficando sempre afeiçoado à sua terra mãe.

A região é muito fértil e a vila é banhada pelo Tejo.

Tendo em vista a sua história e a importância económica, proponho para as armas, bandeira e selo da vila de Alcochete a seguinte constituição:

ARMAS – De prata, com uma cruz antiga de Santiago de vermelho, carregada nas bases de florenciado por quatro vieiras de ouro e de uma esfera armilar do mesmo metal no cruzamento. A cruz acantonada por quatro cachos de uvas de púrpura, folhados e sustidos de verde. Em contra-chefe, duas faixas ondadas de azul. Coroa mural de prata de quatro torres. Listel branco com os dizeres “Vila de Alcochete” de negro.

BANDEIRA – Esquartelada de amarelo (que representa o ouro) e de vermelho. Cordões e borlas de ouro e de vermelho. Haste e lança douradas.

SELO – Circular, tendo ao centro as peças das armas sem indicação dos esmaltes. Em volta, dentro de círculos concêntricos, os dizeres “Câmara Municipal de Alcochete”.

A Cruz de Santiago, carregada de vieiras, refere-se ao facto de Alcochete ter sido da mesma Ordem.

A esfera armilar, emblema particular de D. Manuel I, figura nas Armas de Alcochete por ali ter nascido este Rei. É uma homenagem da terra.

Os cachos de uvas representam a riqueza agrícola local.

As duas faixas ondadas referem-se ao facto da vila ser banhada pelo Tejo.

A bandeira é esquartelada de amarelo, em referência à esfera armilar que é a peça histórica de maior categoria das armas, e de vermelho em referência à cruz da ordem de Santiago.

Quando destinada a cortejos e cerimónias, a bandeira tem a área de um metro quadrado e é bordada em seda.

Quando destinada a arvorar terá as dimensões julgadas necessárias, é de filel e pode dispensar a representação das armas.

[Affonso de Dornellas.]

 

(Texto adaptado à grafia actual)

Fonte: InAlcochete - Informação da Câmara Municipal de Alcochete, n.º 10, Janeiro 2013, p. 16.

Ligação para a página oficial do município de Alcochete

 



• Município de Alcácer do Sal • Município de Alcochete • Município de Almada • Município do Barreiro •
• Município de Grândola • Município da Moita • Município do Montijo • Município de Palmela •
• Município de Santiago do Cacém • Município do Seixal • Município de Sesimbra • Município de Setúbal •
• Município de Sines •



Heráldica História e Legislação • Index • Heráldica Autárquica • Portugal • A - Z • Novidades • Contacto • Ligações •
• 
Ultramar Português •
Miniaturas (Municípios) Miniaturas (Freguesias) Miniaturas (Ultramar)

Página actualizada em 11-03-2021                                                                                         Page updated on  11-03-2021